Blog

Post: Ganho de peso na Gestação

Ganho de peso na Gestação

Ganho de peso na gestação: o que eu preciso saber?

A gestação é uma fase de muitas mudanças na vida e no corpo da mulher e o ganho de peso é considerado normal e desejável nessa fase. Entretanto existe recomendação específica para ganho de peso dependendo do peso e condição nutricional pré-concepção, de modo que o ganho de peso esperado, e saudável para uma mulher com peso normal antes da gestação é considerado excessivo para uma mulher que parte de obesidade.

Recomenda-se que pacientes com baixo peso, ou seja, IMC < 18 ganhem entre 12 e 18 kg ao longo da gestação com um ganho esperado no primeiro trimestre de 2,5 kg e de 0,5 kg/sem no segundo e terceiro trimestres. As mulheres com peso normal devem ganhar entre 11 e 16 kg no total, com ganho semanal de 0,4 kg nos 2 últimos trimestres da gestação. Já as mulheres com IMC entre 25 e 30 devem ganhar no máximo 11 kg na gestação, sendo o ganho semanal de até 0,3 kg/sem e as obesas não devem ultrapassar os 9 kg no total.

Além do acompanhamento do peso da mãe o desenvolvimento e o tamanho do bebê também são importantes critérios de acompanhamento, de modo que uma gestante com alimentação saudável que tem um ganho de peso menor que o recomendado, mas com um bebê que está se desenvolvendo adequadamente e com peso estimado dentro do esperado para a idade gestacional, não deve ser orientada a ganhar peso.

Não só o peso pré-gestacional mas também o ganho de peso na gestação influenciam diretamente nas complicações e nos desfechos da gestação, tanto para mãe quanto para o bebê. O sobrepeso/obesidade pré-gestacional ou o ganho excessivo de peso na gestação aumentam o risco de desenvolvimento de diabetes gestacional e alterações de pressão arterial e eclâmpsia. O risco de bebês grandes com dificuldade no momento do parto e hipoglicemia nas primeiras horas de vida também é maior.

O acompanhamento especializado na gestação com orientação nutricional, priorização de alimentos de qualidade e saudáveis e controle do ganho de peso, além do rastreio de potenciais complicações é essencial para a melhor evolução da gestação e os melhores desfechos maternos e fetais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *